PAP adesivo de parede em tecido!

Faz tempo que eu não apareço por aqui né? Mas hoje venho com um post bem legal pra vocês: um PAP (passo-a-passo) de um adesivo de parede feito em tecido!

Já que eu não tinha grana pra uma luminária de verdade, eu fiz um adesivo!

Mas de onde eu tirei essa idéia mirabolante? Há tempos que venho vendo a têndência dos adesivos de parede como forma prática e rápida de decorar e redecorar ambientes. É muito grande a variedade de lojas que oferecem esse tipo de produto. Maior ainda é a variedade de PAP’s e vídeos que ensinam a fazer seus próprios adesivos usando o contact, por exemplo.

Não faz muito tempo que surgiram os adesivos feitos em tecido. A loja virtual Lots of Me oferece alguns adesivos em tecido auto-colante e garante que eles são reposicionáveis (o que eu duvido um pouco, pois acho que a cola pode se perder um pouco ao retirar o adesivo e colocá-lo em outro lugar). Uma outra invenção, que ainda não vi pessoalmente, são os tecidos adesivados como os da Flok que são impermeabilizados e são divididos em diversos tipos de formatos e tamanhos de acordo com o tipo de aplicação: folhas, azulejos, palmilhas (simmm para colocar em havaianas!), tela duplaface (permite impermeabilização de qualquer tecido comum), recortes (são aplicações prontas em diversos desenhos muitos fofos) e feltro.

Como tanto o adesivo em tecido quanto o tecido adesivado são um tanto quanto caros ou não são muito fáceis de se achar, eu inventei uma forma simples e barata de se fazer um adesivo em tecido. Primeiro eu fiz um modelinho de lâmpada pra testar a durabilidade e não é que o adesivo está perfeito coladinho na parede 6 meses depois? Então chega de conversa e vamos ao que interessa!

Você vai precisar de:

  • Desenho do que quiser transformar em adesivo;
  • Retalhos de tecido um pouco maior do que o desenho;
  • Papel termocolante dupla face (daquele utilizado em patchcolagem);
  • Lápis, tesoura, ferro de passar roupa.

PASSO 1 – Com o desenho em mãos, pegue o papel termocolante e, com a parte lisa para cima, risque com o lápis o contorno do desenho.

Depois de muito tempo pedindo o meu namorado, que é designer, fez o desenho da luminária que eu queria!

O papel termocolante dupla face tem um lado que é mais crespinho (parte termocolante) e outro liso (parte adesiva)!

Desenho todo riscado!

PASSO 2 – Com a tesoura, recorte o desenho deixando uma margem a partir do risco.

Não pode cortar sobre o risco mas sim com uma margem a partir do risco! Reparem que eu fiz o desenho da lâmpada separado, pois queria que ela ficasse com um tecido diferente!

PASSO 3 – Com o tecido do avesso coloque o papel termocolante com a parte lisa virada para cima e passe o ferro quente. Você deve contar mais ou menos 10 segundos com o ferro em cima do papel.

O lado liso do papel tem que ficar para cima, senão o papel gruda no ferro!

PASSO 4 – Assim que esfriar um pouco, recorte o desenho no risco.

Agora sim recorte sobre o risco!

Repare que funciona como um espelho: o trabalho final fica do lado inverso do trabalho inicial como se estivesse sido espelhado!

PASSO 5 – Retire a película adesiva e cole na parede.

Dica: vá retirando a película aos poucos conforme for aplicando na parede para que o adesivo fique colado perfeitamente!

Observações:

  • Se o desenho for composto por várias partes e cada uma delas for composta por um tecido diferente, cada uma dessas partes deve ser riscada separadamente no papel termocolante;
  • Se o adesivo ficar torto ele até pode ser descolado e reposicionado, porém a cada vez que se fizer isso ele vai perder um pouco da cola e esta ficará na parede;

E aí o que acharam?

Necessaire para esmaltes!

Agora que o aniversário da Jack já passou e eu já entreguei o presente, posso mostrá-lo por aqui: uma necessaire para colocar esmaltes!

Eu não tinha idéia do que fazer para ela de aniversário até o belo dia em que acordei com isso na cabeça e, como eu sabia que ela gostava de esmaltes, nada melhor do que unir o útil ao agradável. Levei 2 dias pra fazer entre elaboração, desenvolvimento e acabamento. Todo mundo que viu aprovou mas o que importava mesmo foi que a dona do presente ficou feliz ao recebê-lo ainda mais depois de ver o que tinha dentro: 4 esmaltes!!!

Ela tem aplicações em formatos de esmalte (repararam que o do meio é um Chanel? rs Já que eu não tenho verba pra ter um, eu desenho e costuro um xD), é toda estruturada e fofinha e suas medidas finais aproximadas são 18 C x 14 L x 8 A (cm). Dentro dela cabem em torno de 40 esmaltes.

Não calculei o preço ainda, principalmente porque não sei se o povo tem interesse, mas assim que ele surgir eu coloco no blog do KaNa.

Ontem eu fui trollada!

Alguns não sabem, ou já nem devem se lembrar, mas eu comprei uma escrivaninha e a reformei para colocar no meu quarto. O fato é que eu estou enrolando além da conta para terminá-la.

Há mais ou menos um mês comprei um verniz spray fosco Colorgin da  Sherwin-Williams para aplicá-lo como finalização das gavetas da escrivaninha. Só nesta semana eu voltei a arrumar as gavetas, apliquei a cola, esperei secar e ontem eu fui aplicar o verniz. Fui toda feliz com  as gavetas lá pra fora pensando “finalmente irei acabar essa escrivaninha”, mas quando eu tirei a tampa do verniz lá estava a desgraça: onde estava o pininho/válvula do spray???

Estão vendo as minhas gavetinhas tristes ali??? Jogo de 1 erro: onde está a vávula???

Não tinha nada lá e já me bateu uma deprê, principalmente porque eu já não tinha mais a notinha da loja. Eis que meu irmão me salvou com um spray que ele tinha: eu só precisei trocar a válvula de lugar e funcionou perfeitamente!

Moral da história: ao comprar qualquer coisa spray, abra a tampa e veja se a vávula está realmente no seu devido lugar! Sei que o maior erro foi meu de não ter verificado, mas alow pessoal da Sherwin-Williams tomem cuidado com o padrão de qualidade de vocês para não terem mais clientes insatisfeitos com os seus produtos!!!

Minha futura máquina!

Lembram do post anterior, com as pastilhinhas que montei pra minha avó colocar na cozinha? Pois é, a velhinha me trollou! Hoje descobri que ela não colocou as pastilhas na cozinha e inventou que vai fazer um vaso com elas ¬¬

Mas, mudando de vó, vou falar de um presentinho que fiz para a minha avó paterna hoje: uma capa para a máquina de costura dela! E não é que ficou linda?! (Se quiserem encomendar uma fiquem a vontade =P)

Espiem só como ficou a capa toda matelassada!!!

Eu esqueci de tirar foto só da máquina sem a capa ¬¬ mas a máquina é daquelas bem antigonas verdes (como essa da foto abaixo) e um dia ela será minha!

É igual ou, no mínimo, muito parecida com esta!

Minha boa ação do dia: Misturando pastilhas de vidro!

Após um sábado cheio de entra e sai de dentro do carro naquele calor infernal, finalmente conseguimos achar tudo o que a minha avó queria: as pastilhas para decorar a nova cozinha dela e os tozetos para colocar no seu piso novo!

Mas não foi fácil achar os tozetos. Acho que passamos em mais de 7 lojas entre Osasco e Barueri para achá-los aqui pertinho em Alphaville ¬¬

Quanto às pastilhas, foram compradas 8 placas de pastilhas vermelhas e 2 placas brancas pra misturar entre as vermelhas. Como minha avó estava achando muito complicada a minha explicação sobre como fazer essa mistura eu me candidatei a fazê-la (mas eu duvido que ela não tinha entendido, acho q ela estava se fazendo de coitadinha só pra eu fazer pra ela =P). E esta foi a minha boa ação de segunda feira: passei a tarde toda misturando, descolando e re-colando pastilhas!

Pra quem não sabe como fazer, eu explico! Você vai precisar de:

  • Cola branca;
  • Vasilha com água (de um tamanho que caiba a placa com as pastilhas);
  • Toalha ou um pano qualquer;
  • E muita paciência!!!

Com tudo isso em mãos, coloque um pouco de água na vasilha (só o suficiente para cobrir a placa) e dentro dela coloque a placa de pastilhas (aqui eu comecei pelas vermelhas). Não tem um tempo certo pras pastilhas começarem a descolar, mas é bem rapido! Portanto, você tem que ir tentando descolar de tempo em tempo as pastilhas! Quando elas descolarem é o momento de retirar a placa da água e a colocar sobre a toalha. Agora você pode descolar quantas pastilhas quiser fazendo um desenho ou aleatóriamente. Acabada essa parte, retire a placa da toalha e a disponha sobre o chão para secar. É só repetir esses passos com as demais placas,  e ir secando as pastilhas que foram retiradas! Só tome cuidado na hora de manusear as placas e as pastilhas, pois as pastilhas podem cair e quebrar!

Nesta foto eu havia acabado de retirar todas as pastilhas que eu queria aleatoriamente!

Com a placa seca, agora é a hora de colar as pastilhas que foram desgrudadas (no meu caso eu colei as brancas na placa vermelha e vice versa). Vá passando a cola na placa e grudando as pastilhas uma a uma, sempre respeitando uma distância igual entre elas! Completada a placa, é só esperar a cola secar para poder manuseá-la!

E nesta outra, eu já havia completado com as pastilhas brancas!

Quando a cozinha estiver pronta eu posto as fotos aqui pra vocês conferirem como ficou!!!

OBS: Como eu queria a mesma quantidade de pastilhas brancas em todas as placas, foi só fazer uma continha básica: as duas placas brancas somavam 450 pastilhas que precisavam ser divididas entre as 10 placas (8 vermelhas e 2 brancas), então isso resultou em 45 pastilhas brancas em cada placa. Dessa forma, nas placas vermelhas eu retirei 45 pastilhas para trocar pelas brancas e, nas placas brancas eu deixei apenas 45 pastilhas em cada uma e a completei com as pastilhas vermelhas que foram retiradas anteriormente!